English........... Español

...............................

ENSINO
Ingresso
Graduação
- Modalidade Petróleo
-Iniciação Científica
Pós-graduação
Publicações
- Dissertações
- Teses
PRH/ANP-15
Alunos de mestrado
Alunos de doutorado
Docentes

Teses de doutorado defendidas no âmbito do CEP

 

Teses de 2011

>> Metodologia Probabilística-Possibilística para Tratamento de Incertezas na Estimativa de Tempos em Poços de Petróleo

 

Metodologia Probabilística-Possibilística para Tratamento de Incertezas na Estimativa de Tempos em Poços de Petróleo

Gabriel Paulo Gutierrez Sotomayor

Orientadores: Dr. Otto Luiz Alcântara Santos e Prof. Dr. Gabriel Alves da Costa Lima

Data da defesa: 25/03/2011

 

A construção de poços de petróleo requer uma estimativa de custos a mais precisa possível, visando-se manter uma adequada taxa de retorno para a explotação de uma jazida. Uma variável significativa na estimativa de custos é o tempo de cada uma das operações para a construção do poço. Geralmente, a estimativa de tempos em poços complexos é associada a cenários de incerteza e conhecimento parcial de parâmetros. Um poço complexo, cujos custos chegam a superar US$ 150.000.000,00, pode ser um poço multilateral em águas profundas, um poço exploratório em águas profundas, um poço de grande extensão, ou também pode ser um poço profundo vertical ou horizontal em ambiente de sal. Dentro deste contexto, este trabalho apresenta uma metodologia que combina diferentes tipos de incertezas na previsão de tempo de perfuração em poços complexos e compara os resultados do enfoque probabilístico, largamente usado pela indústria, com uma abordagem híbrida, isto é, uma abordagem probabilísticapossibilística, para o tratamento das incertezas na estimativa do tempo de perfuração, a partir de uma base de dados de campo marítimo em águas profundas. Primeiramente, são identificadas as variáveis críticas e as incertezas a elas associadas, que são classificadas como incertezas epistêmicas ou aleatórias. A seguir estas variáveis são representadas por meio de distribuição de probabilidade e distribuição de possibilidade, sendo ambas distribuições combinadas em apenas um resultado para representar a incerteza total do tempo para perfurar um poço complexo, que é uma distribuição de possibilidade. Este trabalho discute as limitações do uso da Teoria das Probabilidades para modelar as incertezas em poços complexos e apresenta uma metodologia para tratamento das incertezas nas estimativas de tempos operacionais de perfuração de poços, no qual co-existem amostras de dados em quantidade suficiente para a geração de distribuições de probabilidades e amostras em quantidades insuficientes, onde são geradas distribuições de possibilidades.

Topo

VEJA TAMBÉM

>> Sobre o CEPETRO

>> Midia

>> Linhas de pesquisa

>> Laboratórios



 

Centro de Estudos de Petróleo - Unicamp - 2012